Minha lista de blogs

Follow by Email

Total de visualizações de página

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Vídeo que circula em Portugal sobre o ex-presidente Lula‏




Este vídeo é um poema sobre a traição do Lula,  circula em Portugal.  No Brasil foi censurado.
                                          FILHO INGRATO, TRAIDOR DA PÁTRIA 
                                               - A Liberdade de expressão sangra; 
                                               - Está literalmente em risco de vida;  
                                               - A facada quase fatal emigra do Nordeste
                                               - E fere a mãe querida. 
 Ó! ingrato filho
Deite o leite das liberdades
Fiz de ti o primogênito da democracia
Agora,
feito Vulcano,
cravas-me sem dignidade 
os ferros agora presentes 
em tua Lulacracia. 
Prendendo-me às rochas da ignomínia (traição)
pretendes-me excluir da sociedade.
Jamais imaginei 
O! filho ingrato 
serdes capaz de procederdes em tamanha maldade.
Neste teu vulgar pedido contra as liberdades,
deixastes claro,
o quanto e tanto de vulgaridades
resistem no teu espírito demoníaco de cordeiro.
Enclausurado na sacristia de um governo vil.
Abandonastes a mecânica dos nobres ideais.
Transformastes o corpo na máquina dos cardeais
vitupérios (insultos) que sangram a livre expressão.
Mesmo a expressão de um mercado de opressão.
Ó! filho das minhas entranhas democráticas, 
esquecestes  a paixão pelas liberdades.

Amas agora a deusa da iniquidades (injustiças)
Por ela pede que se esqueçam as verdades.
Por ela, O! filho das minhas liberdades.

Tomas o cetro do divino Stalin
e impõem num mágico pedido deslaterativo
teu mais puro horror das pudicas obviedades.  
Quanta desgraça!
Quanta ironia!
Jamais imaginei nos teus braços um dia 
acabar em estádio de miserável agonia.

Eu 
a liberdade,
por ti morreria. 





 

JOAQUIM BARBOSA DETONA O PT E A DILMA.

CRISTÃO NÃO VOTA EM COMUNISTA

DIREITO À VERDADE - O PASSADO OCULTO DE DILMA

domingo, 21 de julho de 2013

SINTO VERGONHA DE MIM - Rui Barbosa


SINTO VERGONHA DE MIM 
Por Rui Barbosa 
Estamos vivendo momentos deploráveis. Depois que os donos do Foro de São Paulo tomaram o nosso país, tornou-se difícil e vergonhoso ser honesto e trabalhador.
Chegaram ao   poder mentido para o povo brasileiro. Nos anos 60  lutaram bravamente, através de guerrilha armada para implantar o comunismo no Brasil e hoje posam de defensores da democracia. Recentemente criaram a tal Comissão da Verdade, mas não querem que o povo saiba dos assaltos a bancos, dos sequestros de autoridades, dos justiçamentos, dos treinamentos que fizeram em Cuba e na China. Do dinheiro que recebiam da Rússia.
Rui Barbosa também deve estar muito triste. 
Nicéas Romeo Zanchett  
.
              Transcrevo abaixo, uma parte do discurso de Rui Barbosa. 
              " Sinto vergonha de mim!
               " Por ter sido educador de parte desse povo, por ter trabalhado sempre pela justiça, por compactuar com a honestidade, por primar pela verdade e por ver este povo, já chamado varonil, enveredar pelo caminho da desonra. 
                Sinto vergonha de mim por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia, pela liberdade de ser e ter que entregar aos meus filhos, simples e abominavelmente, a derrota das virtudes pelos vícios, a ausência da sensatez no julgamento da verdade, a negligência com a família, célula-mater da sociedade, a demasiada preocupação com o "eu" feliz a qualquer custo, buscando a tal "felicidade" em caminhos eivados de desrespeito para com o seu próximo. 
                Tenho vergonha de mim pela passividade em ouvir, sem despejar meu verbo, a tantas desculpas ditadas pelo orgulho e vaidade, a tanta falta de humildade para reconhecer um erro cometido, a tantos "floreios" para justificar atos criminosos, a tanta relutância em esquecer a antiga posição de sempre "contestar", voltar atrás e mudar o futuro. 
                 Tenho vergonha de mim pois faço parte de um povo que não reconheço, enveredando por caminhos que não quero percorrer...
                  Tenho vergonha da minha impotência, da minha falta de garra, das minhas desilusões e do meu cansaço. 
                   Não tenho para onde ir, pois amo este meu chão, vibro ao ouvir meu Hino e jamais usei a minha Bandeira para enxugar o meu suor ou enrolar o meu corpo na pecaminosa manifestação de nacionalidade. 
                   Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo brasileiro! 
                   De tanto triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto". 
   Rio Barbosa - "A águia de Haia"







                


      

terça-feira, 9 de julho de 2013

Alerta Total: Inteligência militar revela que Rose era a “mulher...

 
CLIQUE NO LINK ABAIXO

Alerta Total: Inteligência militar revela que Rose era a “mulher...: Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net Leia também o site Fique Alerta – www.fiquealerta.net   Por Jorge Serrão - serrao@alertat...

segunda-feira, 8 de julho de 2013

OS GENERAIS PRESIDENTES NÃO ROUBAVAM

Verdades devem ser divulgadas, doa a quem doer...Os 5
Generais presidentes nunca roubaram
Autor: Jornalista Carlos Chagas 
                  "Erros foram praticados durante o regime militar, eram tempos difíceis.  Claro que, no reverso da medalha, foi promovida ampla modernização das nossas estruturas materiais. Fica para o historiador do futuro emitir a sentença para aqueles tempos bicudos."
                   Mas uma evidência salta aos olhos: a honestidade pessoal de cada um!
                   Quando Castelo Branco morreu num desastre de avião, verificaram os herdeiros que seu patrimônio limitava-se a um apartamento em Ipanema e uma poucas ações de empresas públicas e privadas. 
                      Costa e Silva, acometido por um derrame cerebral, recebeu de favor o privilégio de permanecer até o desenlace no palácio das Laranjeiras, deixando para a viúva a pensão de marechal e um apartamento  em construção, em Copacabana. 
                    Garrastazu Médici dispunha, como herança de família, de uma fazenda de gado em Bagé, mas quando adoeceu, precisou ser tratado no Hospital da Aeronáutica, no Galeão.
                     Ernesto Geisel, antes de assumir a presidência da República, comprou o Sítio dos Cinamonos, em Teresópolis, que a filha  vendeu para poder manter-se no apartamento de três quartos e sala, no Rio. 

                   João Figueiredo, depois de deixar o poder, não aguentou as despesas do Sítio do Dragão, em Petrópolis, vendendo primeiro os cavalos e depois a propriedade. Sua viúva, recentemente falecida, deixou um apartamento em São Conrado que os filhos agora colocaram à venda, ao que parece em estado de lamentável conservação.
OBS.: Foi operado no Hospital dos Servidores do Estado, no Rio. 

                    Não é nada, não é nada, mas os cinco generais-presidentes até podem ter cometido      erros, mas não se meteram em negócios, não enriqueceram nem receberam benesses de empreiteiras beneficiadas durante seus governos. 
                    Sequer criaram institutos destinados a preservar seus documentos ou agenciar contratos para consultorias e palestras regiamente remuneradas. 
                    Bem diferente dos atuais, não é?
                    Pois é... o pior é que ninguém faz nada!
                    Acrescento: nenhum deles mandou fazer um filme pseudo biográfico, pago com o dinheiro público, de auto-exaltação e culto à própria personalidade!
                    Nenhum deles usou dinheiro público para fazer um parque em homenagem à própria mãe. 
                    Nenhum deles usou o hospital Sírio e Libanês.  
                    Nenhum deles comprou avião de luxo no exterior. 
                    Nenhum deles enviou nosso dinheiro para "ajudar" outro país. 
                    Nenhum deles saiu de Brasília, ao fim do mandato, acompanhado por 11 caminhões lotados de toda espécie de móveis e objetos roubados. 
                    Nenhum deles exaltou a ignorância. 
                    Nenhum deles falava errado. 
                    Nenhum deles apareceu embriagado em público. 
                    Nenhum deles se mijou em público.
                    Nenhum deles passou a apoiar notórios desonestos depois de tê-los chamado de ladrões. 
Fonte: movimento da ordem vigília contra a corrupção. postado às 7/07/2013   10:48:00 AM
  














                                                                                      
                                              José Dirceu - Vida de condenado solto.








GOTAS DE CULTURA UNIVERSAL: SARAH BERNHARDT

GOTAS DE CULTURA UNIVERSAL: SARAH BERNHARDT: SARAH BERNHARDT  UMA MULHER LIBERADA                        Sarah Bernhardt  nasceu em Paris  a 23 de outubro de 1844, e morreu ...

quinta-feira, 4 de julho de 2013

AMOR E SEXO: MULHER OBJETO X HOMEM OBJETO

AMOR E SEXO: MULHER OBJETO X HOMEM OBJETO: MULHER OBJETO x HOMEM OBJETO                        Durante muitos séculos a mulher foi educada para o amor e para cumprir sua função...

quarta-feira, 3 de julho de 2013